Promoção do mês de outubro - Valendo um porta Cd para 80 CDs - respostas até 18/10

A pergunta é: o que você sente ou o que te suscita a música abaixo?



Você não precisa entender Francês. Baseie-se pelo vídeo...
A resposta mais inspirada e poética ganha o porta-CD para 80 CDs com decoração exclusiva.
O ganhador será avisado por email ou pelo blog. Envio do brinde pelos Correios.

Foto do Porta-CDs abaixo.

9 comentários:

Maria Selina disse...

Este vídeo e esta música, além da sensualidade, me desperta para a dificuldade de comunicação que temos entre nós mesmos e os outros. De como a comunicação é um dom e que é feita de uma forma efetiva ou de forma incompetente... A grade que existe entre os dois parece ser tão efêmera, tão delicada, mas não deixa que eles se toquem. E apesar disto a palavra "liberdade" é marcada na pele do cantor como se fosse feita a faca, como uma cicatriz. O vídeo tem um final visceral e é de certa forma triste, apesar da sensualidade que existe ali. Gostei muito da música e já vi que no seu blog tem duas postagens sobre o artista Calogero, vou baixar.
Grande Beijo e blog lindo como sempre.

Anônimo disse...

Somos livres para amar mas, será que somos competentes para isso? Em muitos momentos deixamos as circunstâncias reprimir este sentimento e pior ainda travar-nos nas atitudes.
O que será do amor se as grades não forem rompidas?
Essa humanidade caminha para se deparar com a tristeza de ter sido a única raça capaz de SENTIR verdadeiramente e não ter sido capaz de fazê-lo. E OS SENTIMENTOS a cada dia desaparece, perdendo a essência. O mais incrível é que teoricamente a grande maioria sabe disso, e quando digo que não somos competentes para amar é no quisito:
NÃO SE PODE AMAR SEM AGIR.

Grande abraço fraterno.

Elisangela Ferreira

Régis disse...

Num mundo com meios fáceis de comunicação fico perplexo pelo verdadeiro muro de silêncio em que as pessoas se protegem. Possuímos GPS, internet, celular, televisão, mas a implacável solidão mora em nós e nos torna muitas vezes mais desumanizados. Na vida das grandes cidades os outros são apenas volume no trânsito, nos ônibus lotados ou são vizinho do mesmo prédio por quem temos verdadeira indiferença. Há o vazio existencial e a sensação de que não encontramos nosso lugar no mundo... Na virtualidade, quando alguém vive qualquer angústia existencial, levantar seus problemas é um grito no deserto porque as respostas, se existem, são quase sempre ligadas aos problemas pessoais de seu interlocutor e quase nunca aos seus. O silêncio assusta e é sobretudo interior. Eu digo que o isolamento tem crescido juntamente com o avanço da tecnologia.

Anônimo disse...

NÃO SEI

Anônimo disse...

NÃO SEI

Anônimo disse...

NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOO SEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Anônimo disse...

NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO SEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Claudia Ka disse...

Pô, Anônimo...
Se o vídeo te toca desta forma, procure se tratar e não surtar no meu blog... Que poluição.

Gabriela disse...

Claudia sabe como aprecio música como uma das melhores formas de expressão.
Quando ouvimos uma música, apenas pensamos com a mente assistindo este vídeo usamos, praticamente, todos os sentidos o vídeo traz varias sensações.
Ao ouvir a música pensei em alguém o que extremamente normal instintivo até anormal seria não pensar em nada...
A música é extremamanete envolvente o que nos leva a viajar no conflito do casal, está grade pra me representa a falsa liberdade que temos principalmente em um relacionamento.
Por um outro lado já consigo ver como um sentiu-se tentado com o outro que nada pode impedir que sintam prazer ou que se amem porque são “livres”, já neste pensamento a cerca mostra que não devemos nos limitar em uma relação, dentro de um relacionamento devemos ser livres tirar as traves que nos impede de ser verdadeiramente feliz com quem amamos.